Conecte-se conosco

Covid-19

Vacina Coronavac: 90% dos testados com vacina produziram anticorpos contra covid

Marlon Oliveira

Publicado

em

Uma pesquisa divulgada pela agência Bloomberg neste fim de semana mostra que mais de 90% das pessoas que receberam doses da vacina do laboratório Sinovac produziram anticorpos contra a covid-19 num intervalo de 14 dias, após a inoculação.

E mais: não foram observados efeitos colaterais que coloquem em risco o prosseguimento dos testes da vacina batizada de Coronavac.

O Sinovac é o mesmo laboratório que fechou parceria com o governo de São Paulo para a terceira fase de testes com 9.000 pessoas, conforme anunciou o governador João Doria na última sexta-feira.

O estado foi escolhido por ainda ter transmissão comunitária ativa do coronavírus. Segundo Doria, se tudo der certo, a vacina poderá ser fabricada no Brasil em parceria com o Instituto Butantã e estar disponível no SUS, Sistema Único de Saúde, em 2021.

O anúncio

O anúncio deste domingo refere-se aos estágios anteriores de testes, as fases 1 e 2, feitos na China.

743 pessoas saudáveis com idades entre 18 e 59 anos receberam ou doses da vacina, ou doses placebo de comparação.

A vacina do Sinovac usa uma versão atenuada do Coronavírus e está entre as cinco pesquisas chinesas que já atingiram o estágio de testes em humanos.

Outras vacinas

Há outras vacinas promissoras em testes na Europa e nos Estados Unidos, uma delas, a do laboratório AstraZeneca, em parceria com a Universidade Oxford.

Ela também será testada no Brasil, graças a uma parceria da Fundação Lemann com o Instituto D’Or.

Outra pesquisa, da Universidade Cambridge com o laboratório Moderna, entrará na fase 3 de testes nos Estados Unidos.

No total, há mais de 130 vacinas contra a covid-19 em teste no mundo, com investimentos somados de 20 bilhões de dólares.

Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Lidas