Conecte-se conosco

Economia

Nº de beneficiários do Bolsa Família é reduzido em 25% na BA; governo transferiu verba alegando baixa execução no Nordeste

Marlon Oliveira

Publicado

em

O número de beneficiários do Bolsa Família, programa assistencial do governo federal, caiu em 25% na Bahia, com relação ao ano de 2019. A queda é um reflexo das reduções do benefício na região Nordeste: -1,26%.

Na quinta-feira (4), o governo federal informou que transferiu R$ 83,9 milhões de recursos do programa Bolsa Família para a comunicação institucional do Palácio do Planalto, sob a alegação de baixa execução do programa.

Segundo a portaria, assinada pelo secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, o recurso seria destinado ao Bolsa Família na região Nordeste.

No total, são cerca de 100 mil baianos que vivem em situação de vulnerabilidade social e perderam o auxílio do programa. A família da ajudante de cozinha Cristina Rosa está encaixada nesse quadro.

Ela, o marido e os dois filhos recebiam o Bolsa Família há quatro anos, um valor de R$ 175. A família teve o benefício cortado em setembro do ano passado e, desde então, vive sem o auxílio do programa.

“Eu fui lá e eles marcaram para esse mês que passou, eu fui lá e estava fechado. Eles disseram que era para aguardar essa pandemia, que quando acabasse era para ir lá de novo, que está marcado. Faz falta [o dinheiro] para comprar comida, me alimentar, não é?”, disse Cristina.

Sem ter renda parar sustentar a casa, ela conta que as contas estão se acumulando: água, energia, prestação da casa.

“Eu estou devendo duas contas de luz, quatro prestações da casa, a água também tem duas faturas. Está difícil”, desabafou Cristina.

O cadastramento das famílias no programa é feito pelas prefeituras. Em março de 2019, Salvador tinha 173 mil famílias ativas para o recebimento do benefício. Em março deste ano, o número caiu para 149 mil famílias.

Segundo a secretária municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, Juliana Portela, o município acionou o governo federal.

“No início do ano de 2020, encaminhamos o pleito ao Ministério da Cidadania solicitando a inclusão, em caráter emergencial, das famílias aptas ao programa e das que tinham sido excluídas do sistema”, contou Juliana Portela.

Se a situação do Bolsa Família no Nordeste é de queda, nas regiões Sul e Sudeste os benefícios aumentaram: +1,21% e +1,33%, respectivamente. O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia disse que causa estranhamento essa redução no número dos beneficiários do Bolsa Família.

Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Lidas