Conecte-se conosco

Covid-19

1ª brasileira a receber a vacina de Oxford contra Covid: “ato de amor”

Marlon Oliveira

Publicado

em

A 1ª brasileira e receber a vacina experimental de Oxford contra a Covid-19, considerada a mais avançada do mundo, disse que testar o medicamento foi “um ato de amor”.

Denise Abranches, 47 anos, é cirurgiã dentista e coordenadora da Odontologia do Hospital São Paulo.

Ela contou que aceitou o convite na hora e que não teve medo de tomar a vacina experimental. Disse foi que foi “um ato de amor” para ajudar a população e os profissionais da saúde, que como ela trabalham na linha de frente.

Denise revelou que recebeu a aplicação da dose no último dia 23, mas não é possível saber se recebeu a vacina ativa contra a Covid-19 ou um imunizante contra meningite, que está sendo aplicado no chamado grupo controle, como mandam os testes.

Ela revelou que não sentiu efeitos colaterais até agora.

Sem medo

A cirurgiã dentista explica que não teve medo de tomar a vacina experimental porque vive diariamente no meio dos pacientes mais graves com coronavírus e que já poderia ter sido contaminada, não fosse a alta disciplina que tem.

Os testes da vacina que Denise recebeu estão sendo conduzidos em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), onde Denise é professora adjunta da Escola Paulista de Medicina.

Ela é uma das 2 mil pessoas saudáveis que receberão a dose no Brasil.

Denise se encaixa no perfil indicado para os voluntários: profissional de saúde com idades entre 18 e 55 anos que estejam no combate à Covid-19 e não foram infectados pelo novo coronavírus.

Agora ela aguarda pra saber se a vacina desenvolverá a imunização esperada e vai acompanhar a evolução da resposta imunológica no Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), da Unifesp.

Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Lidas